Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

24 de Agosto de 2020

Milho começa a semana subindo na B3

A segunda-feira (24) começa com os preços futuros do milho em alta na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,53% e 0,79% por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 60,58 com ganho de 0,53%, o novembro/20 valia R$ 60,21 com valorização de 0,77%, o janeiro/21 era negociado por R$ 60,27 com alta de 0,79%e o março/21 tinha valor de R$ 59,24 com elevação de 0,58%.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abre a semana subindo para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 2,00 e 2,50 pontos por volta das 09h10 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,29 com alta de 2,25 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,43 com valorização de 2,50 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,55 com ganho de 2,50 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,62 com elevação de 2,00 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros do milho foram ligeiramente mais altos no comércio da madrugada com os resultados do tour da safra Pro Farmer e conforme o clima quente se move no meio-oeste.

A turnê fixou a produção de milho dos Estados Unidos em 14,82 bilhões de bushels, com um rendimento médio de 177,5 bushels por acre. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no início deste mês projetou uma produção de 15,3 bilhões de bushels sobre uma produção de 181,8 bilhões de bushels.

A publicação destaca que, os participantes da excursão esperavam ver os danos da tempestade de vento Derecho que passou duas semanas atrás, destruindo campos de milho e prédios de fazendas em grande parte de Iowa.

“Mesmo antes de chegar a Iowa, tínhamos algumas suspeitas sobre a capacidade da safra de milho de atingir um recorde. Há simplesmente muita variabilidade na safra de milho na maioria dos sete estados do Crop Tour. É difícil determinar quanto rendimento e produção Iowa perdeu, mas a safra do estado diminuiu desde 1º de agosto e ainda está caindo”, disse Brian Grete, da Pro Farmer, em um comunicado.

O clima quente está voltando para o meio-oeste com avisos de calor emitidos para hoje em vários estados, incluindo Dakota do Sul, Nebraska, Minnesota, Iowa e Wisconsin, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

“Isso pode agravar as condições de seca em algumas partes do Cinturão do Milho”, aponta o analista Tony Dreibus.

Fonte: Notícias Agrícolas



Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site