Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

17 de Janeiro de 2019

Exportadores de café miram o mercado chinês

No ano passado, embarques de café para a China aumentaram 167%

O diretor geral do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Marcos Matos, disse que o mercado asiático em geral, e o da China em especial, oferecem grandes oportunidades para o setor. “Temos grandes expectativas do café brasileiro no mercado chinês”, afirmou.

Os embarques de café brasileiro para China aumentaram 162% em volume, de 2017 para 2018. Em 2018, os embarques à China totalizaram 162.969 sacas de 60 kg e renderam US$ 26,888 milhões. Em 2017, foram 62.215 sacas, que geraram US$ 11,031 milhões. No ano passado, os chineses foram o 31º maior comprador do café brasileiro, um ganho de dez posições em relação a 2017. Em 2018, a Ásia adquiriu 6.532.921 sacas, respondendo por 19% dos embarques – avanço de 16% em relação ao ano anterior.

“Esse crescimento demonstra o potencial que a região tem, especialmente em países tradicionais, como Japão e Coreia do Sul. O mercado tende a desenvolver o hábito de consumo de café com solúveis, que podem substituir o chá quente e abrem as fronteiras. Quando esses produtos entram, o consumidor conhece e passa a apreciar mais a bebida”. Segundo Matos, depois vêm as compras de café arábica, com a observação de critérios de qualidade. Ainda distante do volume de grandes compradores como Estados Unidos, Alemanha e Itália, que juntos compraram 14,9 milhões de sacas, ou 42,5% do total exportado pelo Brasil em 2018, o avanço do gigante chinês anima integrantes do setor.





Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site