Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

25 de Outubro de 2018

Preço do milho no Brasil recua 20% em três semanas

A projeção de melhora está prevista apenas para janeiro de 2019, quando a soja voltar a dominar a logística interna do mercado


O preço do milho no Brasil recuou 20% em apenas três semanas. De acordo com o analista da Safras & Mercado Paulo Molinari, a pressão de venda por parte dos produtores rurais e a queda do dólar são os principais motivos por trás dessa baixa.

Ele explica que no período da colheita do milho houve uma retenção exagerada do mercado. Porém com a queda do dólar, os valores do cereal caíram expressivamente. “As visões negativas para a economia diminuíram, com isso o câmbio caiu de R$ 4,20 para R$ 3,70. Dependendo do resultado das eleições, poderemos ter uma queda maior, ou seja valorização do real”, diz.

Segundo a Safras & Mercado, as cotações do grão, que estavam entre R$ 40 e R$ 42, caíram para R$ 37 e R$ 39 por saca. Atualmente os valores já estão entre R$ 35 e R$ 36.

Para o produtor que quer saber qual o melhor momento para negociar o grão, Paulo Molinari explica que até o fim do ano é pouco provável que haja mudanças no mercado.

“Até dezembro, quem realmente precisa vender o milho para pagar despesas ou liberar armazéns, não terá outra alternativa, já que o mercado criou uma posição vendedora muito forte. Para os analistas, ainda não é possível estipular uma recuperação de curto prazo. Nós só estamos projetando uma melhora apenas quando a soja voltar a dominar a logística interna do mercado, o que está previsto para acontecer somente em janeiro de 2019”.

Fonte: Canal Rural.



Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site