Área de Associados


X    fechar
Webmail


X    fechar
Webmail


X    fechar
Extensões de Base
X    fechar


Boletim Eletrônico

20 de Agosto de 2019

Audiência Pública debate fim da vacinação contra aftosa no Paraná

Evento está marcado para 28 de agosto, no Plenário da Assembleia Legislativa, em Curitiba

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) irá promover, no dia 28 de agosto, uma Audiência Pública para esclarecer pontos sobre o fim da vacinação contra a febre aftosa no Estado. Organizada pelo deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Alep, Antônio Anibelli Neto, o evento irá reunir lideranças do setor, autoridades, especialistas em sanidade e pecuaristas. A retirada da vacina é parte do processo de reconhecimento do Paraná como área livre de aftosa sem vacinação, status que irá contribuir para que produtos da pecuária estadual alcancem mercados internacionais mais exigentes e que remuneram mais.

O evento é considerado o último ato do Fórum Regional Paraná Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, promovido pelo governo paranaense, em parceria com o Sistema FAEP/SENAR-PR e outras entidades do setor, ao longo dos meses de maio e junho. No total, mais de 4,5 mil pessoas, entre produtores, lideranças do setor, técnicos, estudantes e representantes do poder público, participaram dos encontros, promovidos em seis municípios do Estado: Paranavaí, Cornélio Procópio, Guarapuava, Pato Branco, Cascavel e Curitiba.

Em ocasiões passadas, na tribuna da Alep, Anibelli Neto já apontou que a conquista do novo status representaria um atestado de sanidade ao Paraná, que traria uma série de benefícios econômicos ao Estado, principalmente à pecuária. “É o sonho de milhares de paranaenses que o Estado seja livre de aftosa sem vacinação”, disse, em pronunciamento.

O processo de consolidação do sistema sanitário do Paraná se construiu ao longo de décadas, e contou com participação decisiva do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre os fatores decisivos para a estruturação deste modelo, está o estímulo à formação de Conselhos de Sanidade Animal (CSAs), a criação do Fundo de Desenvolvimento da Agropecuária do Estado do Paraná (Fundepec) e a realização constante de fóruns e capacitações com vistas a fortalecer de forma contínua cada etapa do sistema de sanidade do Estado.

Toda essa excelência foi comprovada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). No ano passado, auditores do Mapa atestaram que o sistema de sanidade do Paraná é o mais eficiente do Brasil, com índices que superam Santa Catarina, único Estado que detém, hoje, o reconhecimento como área livre de aftosa sem vacinação.

Conforme o Mapa, o Paraná superou a pontuação exigida em 48% dos quesitos e, em 35% dos itens, atingiu o patamar necessário. Em apenas 16% dos pontos analisados, o índice ficou abaixo da meta – o que fez com que o Estado desenvolvesse um plano de ação, que está em fase de finalização.

Serviço:

Audiência Pública “Paraná livre de febre aftosa sem vacinação”

Data: 28 de agosto

Local: Plenário da Assembleia

Fonte: FAEP


Mais Notícias



Fale Conosco

(44) 3220-1550


Rua Piratininga, 391 - Edifí­cio Lavoura - Fax (44) 3220-1571 - CEP 87013-100

Maringá - Brasil


 
Via Site